Variante Delta

Os especialistas explicam ainda que a gravidade da doença depende também da quantidade de vírus que é transferida para o indivíduo. Estudos preliminares têm demonstrado que a variante Delta, detectada originalmente na Índia, possui uma carga viral muito mais alta do que outras cepas do coronavírus, o que pode culminar em casos mais graves, especialmente entre pessoas não vacinadas ou que estão com o esquema vacinal incompleto.

— O que temos visto na Delta é que é uma variante com capacidade de disseminação maior entre as pessoas e que leva uma quantidade de vírus maior. Isso pode diminuir a proteção oferecida pela vacina e influenciar na gravidade da doença que a pessoa vai ter, ainda mais quando se trata de pessoas idosas e com doenças crônicas — afirma Ramos.

Diante do cenário de aumento de casos relacionados à variante Delta no país e no Rio Grande do Sul, a recomendação é de que cuidados básicos, como o uso de máscara, álcool gel e a prática do distanciamento social, adotados desde o ano passado, não sejam deixados de lado.

— Especialmente neste momento, mesmo as pessoas vacinadas com duas doses têm que manter a proteção individual, dar preferência a atividades ao ar livre, evitar aglomerações. A Delta é a variante mais transmissível de todas, portanto, relaxar e confiar somente na vacina é um passo muito arriscado — conclui Paulo Grewer.

Foi um prazer receber você no portal do

Rua da Assembleia 17/17º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ

Todos os direitos reservados ao Centro de Excelência em Política Públicas

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support