O HMMR e a Hora de Ouro do bebê

Hora de Ouro é como é considerada a primeira hora de vida do bebê. Estudos comprovam que o contato pele a pele entre mãe e o bebê na primeira hora de vida é extremamente benéficos para o vínculo entre os dois, a amamentação e a boa recuperação do pós-parto imediato. Por este motivo, no HMMR, é realizado ainda no PPP  do Centro de Parto Normal ou no Centro Cirúrgico o contato pele-a-pele entre mãe e o recém-nascido nos primeiros minutos de vida. Também ali é realizado o primeiro atendimento ao recém-nascido, pelo pediatra neonatologista.

Recém-nascido mamando no peito após o nascimento

 

Caracteriza-se por contato pele a pele o bebê sem roupa sobre o corpo da mãe também sem roupa ou lençol sobre o local. Nesse momento o recém-nascido pode ter acesso ao seio. Pode ser que ele ainda não chegue a mamar, mas em boa parte dos casos, pelo livre acesso os bebês chegam a sugar o colostro nos primeiros momentos de vida. O que facilita a descida do leite, estimula a regulação das taxas hormonais do binômio, ajuda a puérpera na contração uterina, entre outras vantagens.

 

Foto: Puérpera e recém-nascido em contato pele a pele logo após o parto, com presença do acompanhante

 

O contato pele-a-pele acalma o bebê e a mãe que entram em sintonia única proporcionada por esse momento; auxilia na estabilização sanguínea, dos batimentos cardíacos e respiração da criança; reduz o choro e o estresse do recém-nascido com menor perda de energia e mantém o bebê aquecido pela transmissão de calor de sua mãe”¹

 

Foto: Puérpera e recém-nascido em contato pele a pele logo após o parto, com presença do acompanhante

 

“O contato pele a pele faz parte de um conjunto de ações que possui este paradigma de cuidado: olhar a mulher e o bebê como protagonistas de um evento. Nesse sentido, o contato pele a pele é consequência do conjunto de práticas de cuidado que reverte a situação da mulher enquanto um objeto submetido a normas exteriores para uma mulher vivenciando, em primeira pessoa, o seu parto e o nascimento do seu filho.

O contato pele a pele beneficia, entre outros, a microbiota do bebê, que será a mesma da sua mãe, da sua comunidade.”²

 

¹Almeida EA, Martins Filho J. O contato precoce mãe-filho e sua contribuição para o sucesso do aleitamento materno. Rev Ciên Méd 2004; 13(4): 381-8

²https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/atencao-recem-nascido/principais-questoes-sobre-contato-pele-a-pele-ao-nascer/

Foi um prazer receber você no portal do

Rua da Assembleia 17/17º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ

Todos os direitos reservados ao Centro de Excelência em Política Públicas

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support